logoMusica2

logoufmg2

O Programa Grandes Grupos Instrumentais (GGI) engloba os grupos estávais da Escola de Música, proporcionando aprendizado prático aos alunos. A participação dos alunos no Programa é obrigatória para o Bacharelado de Instrumentos e Música Popular, sendo optativa para os outros percursos como a Licenciatura e Musicoterapia.

Coordenação: Lincoln Andrade

Grupos estávais que englobam o GGI:

Geraes Big Band

O grupo foi formado a partir de iniciativa do prof. Paulo Lacerda em 1992. A atuação da “Geraes Big Band” tem relevante papel na formação dos alunos da Escola de Música da UFMG, desenvolvendo rotinas que aproximam a vida acadêmica da vida profissional, além de ser um importante local para a pesquisa em arranjo, orquestração e composição na área de Música Popular. Configura-se também um eficiente instrumento de extensão na medida que leva a produção artística e acadêmica da Escola de Música à comunidade em geral.

Coordenador: Professor Cléber Alves 
Tel.: (31) 3409-4715 (Cenex)
E-mail:

Descrição:
As primeiras formações de grupos musicais instrumentais no gênero ocorreram no início do século XX nos Estados Unidos da América. Neste movimento, os negros americanos, em seu esforço pela liberação do domínio escravo, utilizaram a linguagem musical como forma de expressão, desenvolvendo nos instrumentos ocidentais como trompete, trombone, saxofone, originários das bandas militares, uma música de inspiração ancestral em sua essência africana, o que veio a ser o Blues, que daria origem ao Jazz e posteriormente ao Rock. Estes grupos desenvolveram-se e ampliaram-se, chegando à atual formação característica de Big Band, cuja composição mais comum inclui naipes de saxofones, trombones, trompetes aliados a uma seção rítmica com piano, baixo, bateria e guitarra. No período que se seguiu após a segunda grande guerra esta formação experimentou uma grande difusão em todo o mundo. Não obstante, processo similar de formação se deu em outras diásporas, como no Caribe e no Brasil, ensejando variações desta mesma formação. Por esta via se deu a inclusão de um set de percussão muito maior para a música caribenha e brasileira, assim como a introdução de um naipe das madeiras com flautas e clarinetes.

Download: Ouça uma música em mp3

Orquestra Sinfônica da Escola de Música

 

Orquestra Sinfônica da Escola de Música da UFMG

É o grupo estável de maior tradição dentro do cenário acadêmico e cultural de nosso Estado, desenvolvendo atividades de abrangência sociocultural. Tem por objetivo funcionar como laboratório de trabalho para os alunos da classe de "Prática de Orquestra", mas atende, também às classes de "Regência", oferecendo a garantia do discente expandir seus conhecimentos na área e ter um experiência prática da disciplina, oportunidade rara nos meios acadêmicos brasileiros. Outras classes beneficiadas são: "Instrumentação e Orquestração" e "Composição". O repertório da Orquestra é basicamente erudito, apresentando programas ecléticos e abrangentes.

Coordenador: Professor Lincoln Andrade
Tel.: (31) 3409-4715 (Cenex) / 3409-4721 (Estúdio)
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. , Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Descrição:
A Orquestra Sinfônica da Escola de Música da UFMG, fundada em 1972 pelo professor Sebastião Vianna, é atualmente um ponto de referência, tanto para alunos quanto para o público em geral, no cenário cultural de nosso estado. Composta por músicos profissionais e alunos do curso de graduação ou pós-graduação da UFMG, a Orquestra Sinfônica da Escola de Música funciona como laboratório para todas a s classes de nossa Escola. Realizando concertos mensalmente a Orquestra Sinfônica dá a oportunidade aos alunos de experimentarem a vida dentro de uma orquestra sinfônica. O trabalho propicia aos alunos um espaço para seu desenvolvimento artístico-musical ao mesmo tempo que promove a vivência de parâmetros extra-musicais como: questões organizacionais, procedimentos utilizados durante o ensaio e apresentação pública e aspectos de trabalho de grupo. Outra função acadêmica importante da Orquestra é servir de apoio às disciplinas de regência orquestral, composição e orquestração e todos os outros instrumentos. A formação futuros profissionais é o principal objetivo deste projeto. Além disso, a formação de público e a difusão da arte sinfônica de qualidade, assim são objetivos secundários, mas paralelos. A Orquestra Sinfônica da Escola de Música da UFMG realiza concertos mensais, além de participar de encontros e eventos específicos na Universidade e suas unidades, o que justifica o seu caráter social e comunitário, sua relevância cultural e seu aspecto extensionista.

Integrantes da Orquestra Sinfônica da Escola de Música da UFMG

no segundo semestre de 2017

Violinos 1

Eliseu Barros*

João Marcos Mazoni

Leonardo Lacerda*

Larissa Kelen

Giovanni Santos

Thamires Cunha

Gabriel Magno

Larissa Barbalho

 

Violinos 2

Elias Barros*

Josué Francisnael**

Tatiana Martins**

Henrique Rocha

Letícia Papini

Laís Andressa

Lucas Cortes

 

Violas

Moisés Guimarães*

Lorena Fernandes

Raphael Maximiano

Deiziane Oliveira

Lucas Bernardo

Joice Coutinho**

Lucas Eduardo

Giovanna Fonseca

Marcos Paulo

Felipe Neves

Aline Ayres

 

Violoncelos

Ana Paula Rocha

Breno Augusto

Talitha Débora

Guilherme Augusto

Daniel Tamietti

Carlos Costa

Nicodemos Gabriel

Valnilce Rezende

Gabriel Fonseca**

 

Contra Baixos

Kennedy Guedes

Pedro Guedes

Marcelo Barbosa

Marcos Vinícius Tinoco

Calvin Delamarque

Valdir Claudino*

Acácio Gonçalves

 

Harpas

Henriane Pimenta

Ana Luiza Pimenta

 

Flautas

Ailton Gomes

Albert Andrew

Amanda Martins

Ana Thereza Ribeiro

Danielle Reis

Jhonatan Freitas

Júlia Tempesta

Kézia Macedo

Marcos Vinícius Nunes

Samara Caldeira

 

Oboé

Hermínio Almeida*

Cássio Sousa**

Corne Inglês

Cássio Souza

 

Clarinetas

Emília Carneiro

Kelvin Keesen

Stephany Carolina Nunes

Marlon Marques

Walter Jr. Vieira*

 

Fagote

Pedro Paulo Parreiras*

 

Trompas

Priscila Vianna*

Gustavo Trintade*

 

Trombones

Fabiano Andrade**

Wellington Miranda**

Filipe Sabino

 

Trompetes**

Vagner Vieira**

Hesron Mafra

 

Tímpanos e Percussão

Marcos Vinícius Rezende

Saul Araújo

*técnico músico

**músico bolsista da PROEX

 

 

Repertório:

J. S. Bach: Cantatas, Suítes e Concertos
L. van Beethoven:      Sinfonias, Concertos, Aberturas
J. Brahms: Sinfonias, Aberturas e Requiem

B. Britten: Sinfonias

C. Debussy: "La près midi d’un Faune"
A. Dvorak: Sinfonias e Serenatas

J. Haydn: Missas, Concertos e Sinfonias

F. Mendelssohn: Aberturas, Sinfonias

W. A. Mozart: Concertos, Aberturas de óperas, Óperas e Sinfonias e Requiem

M. Ravel: Bolero

F. Schubert: Sinfonias

R. Schumann: Concertos e Sinfonias

I. Stravinky: "Dumb Barton Oaks", Suíte Puncinella
R. Vaughan-Williams: Sinfonias e Poemas Sinfônico

Compositores brasileiros: H. Villa-Lobos, M. Camargo Guarnieri, F. Mignone, C. Guerra-Peixe, R. Gnatalli, C. Santoro,

Óperas Encenadas:
Orfeu e Eurídice - Gluck
Così fan Tutte - W. A. Mozart
As Bodas de Fígaro - W. A. Mozart

Flauta Mágica, W. A. Mozart

O Empresário, W. A. Mozart

Bastien und Bastienne, W. A. Mozart

Dido and Eneas, H. Purcell

 

Produção:
Participação no Vídeo "Ópera Tiradentes"da cineasta Elza Cataudo.

Concertos:
- J. S. Bach: Cantatas, Suítes e Concertos
- L. van Beethoven: Sinfonias nº 1, 2, 3, 4, 5, 6 e 8, Concertos para Piano, Concerto para ..Violino, Aberturas
- Debussy: "La près midi d’un Faune"
- Stravinky: "Dumb Barton Oaks", Suíte Puncinella
- Brahms: Abertura "Trágica"
- Macedo: Ópera "Tiradentes"
- Schumann: Concerto para Piano e Orquestra em Lá Maior

Óperas Encenadas:
- Orfeu e Eurídice - Gluck
- Così fan Tutte - W. A. Mozart
- As Bodas de Fígaro - W. A. Mozart

Download: Ouça uma música em mp3

Banda Sinfônica da Escola de Música da UFMG

Assistida à grade curricular em nível de graduação dentro do programa Grande Grupo Instrumental (GGI) na Escola de Música da UFMG, a Banda Sinfônica tem como objetivos: a prática de repertório original e transcrita para essa formação em nível de excelência. Recebe bolsa da pró-reitoria de graduação, possibilitando aos alunos graduandos de participarem como monitores dentro de um contexto acadêmico. Os monitores apóiam o coordenador da disciplina no atendimento de alunos externos à escola de música que se aplicam para esse universo musical, nos ensaios de naipe, na organização do acervo musical, na organização dos ensaios e concertos e disposição das estantes, repertório, montagem e desmontagem do palco, na elaboração e manutenção do site da banda. Atende também os alunos de regência e de composição.

Coordenador:
Tel.: (31) 3409-4715 (Cenex)
E-mail:

Descrição:
Seu repertório é amplo e variado possuindo obras tradicionais como dobrado e outras obras como transcrições de orquestras sinfônicas, musicas populares brasileiras e estrangeiras.  Suas performances têm atraído a atenção da comunidade acadêmica, do público geral e de especialistas na área, maestros e instrumentistas de sopro e percussão, que vêm a Belo Horizonte para especialmente se apresentarem em concerto com a banda contribuindo dessa maneira para o aumento do conhecimento na área. Com apoio da pró-reitoria de pós-graduação, gravou um CD institucional intitulado “Hino Nacional Brasileiro”. O CD apresenta três faixas do Hino Nacional como suporte ao aprendizado do canto e outras obras do repertório tradicional e transcritas para este tipo de formação.  A Banda participou de vários projetos de cunho social, acadêmico e performático. Dentre eles podemos citar: 1. Orquestra para todos (Orquestra Sinfônica Brasileira), 2. “Capacitação de maestros e instrumentistas da banda de Brumadinho” (convênio Escola de Música/Inhotim); 3. “Música e cidadania” - cidade dos meninos em Ribeirão da Neves; 4. “Saúde com Música” (Medicina/Projeto Bandas); 5. Projeto “Hino Nacional Brasileiro” - gravação de um CD institucional apoiado pelas pró-reitorias de pós-graduação, graduação e extensão. Participou do I e II Encontros Internacionais de Bandas no campus da UFMG que tem trazido a Belo Horizonte especialistas nesta área para discutir, debater e tocar o repertório erudito para bandas.

Download: Ouça uma música em mp3

Links:
Blog - http://bandasinfonicaufmg.blogspot.com/
Myspace - http://www.myspace.com/bandasinfonica
Youtube - http://www.youtube.com/watch?v=IVNgPm1RmV8

Grupo de Percussão da Escola de Música da UFMG

O Grupo de Percussão da Escola de Música da UFMG foi criado em 1998 pelo professor Fernando Rocha. Todos os seus integrantes são alunos do curso de Bacharelado em Percussão desta Unidade. O repertório inclui obras da música contemporânea, escritas originalmente para percussão e, também, adaptações de canções e ritmos brasileiros. Em seus concertos apresenta uma grande diversidade de instrumentos de percussão, como marimba, xilofone, caixa, tom-tom, bumbo e pratos. Além desses, o grupo utiliza instrumentos típicos brasileiros e outras fontes sonoras mais inusitadas, como o próprio corpo e tambores de freio de carro.

Coordenador: Professor Fernando Rocha
Tel.: (31) 3409-4715 (Cenex)
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Descrição:
O Grupo de Percussão da EMUFMG, nasceu em 1998, no mesmo ano em que foi criado o curso de bacharelado em percussão na Universidade Federal de Minas Gerais. Desde então, tem participado de vários eventos promovidos pela UFMG. Já se apresentou também no projeto "Concertos do Século XX", na Sala Juvenal Dias, na Fundação de Educação Artística, na UEMG e nas duas primeiras edições da mostra "A Percussão na Música do Século XX", promovidas pela Escola de Música da UFMG. Em maio de 2000, participou de dois importantes eventos internacionais: I Encontro Internacional de Instrumentistas de Sopro e Percussão, realizado em Belo Horizonte e o II Encontro Pan-americano de Percussão, realizado em Campinas. Atualmente, o grupo conta com o apoio da PROGRAD (Pró-Reitoria de Graduação da UFMG) e da PROEX (Pró-Reitoria de Extensão), através da concessão de bolsas a alguns de seus integrantes. O repertório do grupo reúne música contemporânea, escrita originalmente para percussão e também arranjos, especialmente de música brasileira, para uma gama muito grande de instrumentos de percussão, que incluem marimba, vibrafone, xilofone, tímpanos, bateria, surdo, pandeiros, gongos e até objetos como latas, panelas de freio e o próprio corpo dos músicos. O grupo tem realizado inúmeras primeiras audições, em Belo Horizonte, de obras importantes da Música Contemporânea, como Credo in Us, de John Cage, Music for Pieces of Wood, de Steve Reich e Marimba Spiritual de Minoru Miki. Também tem recebido e estreado obras de compositores e estudantes de composição de Belo Horizonte. Outra atividade do grupo é a realização de concertos-didáticos, nos quais acontecem explanações sobre os instrumentos de percussão, suas técnicas e seu repertório.

Coral de Trombones e Tubas da UFMG

Esse grupo instrumental, de rara expressividade e sonoridade musical, atualmente vinculado ao programa de extensão Grande Grupos Instrumentais da Escola de Música da UFMG, tem atuado com base nos fundamentos da extensão universitária, interferindo positivamente na formação do aluno, na sua qualificação e no intercâmbio com a sociedade, proporcionando ao público música de alta qualidade artística.
O grupo desenvolve intensa atividade artística e didática com ensaios regulares. Promove cursos, masterclasses com professores convidados e concursos entre os participantes. As suas apresentações são muito requisitadas na comunidade universitária, outras cidades e também em outros estados. Como exemplo podemos citar apresentações na Escola de Música da UFMG, Reitoria da UFMG, em São João Del Rei -MG, São Leopoldo -RS, Niterói -RJ, Brasília -DF dentre outras.

Repertório:
O repertório passa por uma diversificada gama de compositores abrangendo diretamente períodos musicais como: Renascença, Barroco, Classicismo, Romantismo, Pos-Romantismo e Modernismo. Na música popular, explora através de arranjos ricos em sua elaboração compositores como: Milton nascimento, Ló Borges, Flavio Venturini, Tom Jobim, Luiz Gonzaga, Beto Guedes, dentre outros. As peças são, em sua maioria, arranjos e transcrições de partituras originalmente escritas para outras formações instrumentais, mas estão também inclusas composições escritas originalmente para 4, 6, 8 ou 10 trombonistas, algumas com exploração de solistas. Em se tratando de repertório, o Coral de trombones da UFMG é considerado uma referência nacional na produção e veiculação das obras destinadas a esta formação.

Coordenador: Professor Marcos Flávio de Aguiar Freitas
Mestre em música/performance pela UFMG
Especialista em Música Brasileira pela UEMG
Bacharel em Trombone pela EMUFMG
Tel.: (31) 3409-4715 (Cenex)
E-mail:

Escola de Música - UFMG
Campus Pampulha - Av. Antônio Carlos, 6627
Cep:31270 - 010 - Belo Horizonte - MG
Telefone Geral: (31) 3409.4700

icoFacebook

mapa